Relíquias: "Ex ossibus S. Antonius..." (Retirado dos ossos de Santo António)

Como todos sabem S. António morreu em Itália e o seu corpo foi sepultado em Pádua. Ao longo destes oito séculos, os nossos irmãos Franciscanos de Pádua, enviaram ao mundo alguns ossos - ou pedaços deles - para a Veneração pública dos fiéis que não podem ir a Pádua.

Em Portugal existem alguns desses ossos do Santo.

Aqui na nossa Igreja, local onde o Santo nasceu, podemos Venerar três desses Relicários.

O mais conhecido um osso do braço esquerdo do Santo que se venera no altar mor, junto ao Sacrário e com o qual todas as terças-feiras, após a Missa das 17h00 - e rezado o Responso de S. António - se dá a bênção os fiéis que depois são convidados a aproximar-se e fazer um gesto de reverência, veneração e amor pelo Santo e pelas graças recebidas por Deus, por seu intermédio. Brevemente daremos a conhecer mais da história desta Relíquia.

Um outro Relicário igualmente exposto à veneração é o que se encontra na Cripta/Quarto onde nasceu o Santo. Este Relicário tem dentro, além de um pedaço de um osso do Santo, a Bula Episcopal que comprova a sua autenticidade. Este Relicário está em local mais reservado mas visível podendo ser tocado ou osculado apenas no dia de S. António, onde irmãos da Ordem Franciscana Secular, neste lugar berço do santo, e onde o Papa João Paulo II esteve em veneração em 1982, durante todo o dia seguram o Relicário - de uma enorme beleza da arte de filigrana portuguesa - para que os milhares de peregrinos que por aqui passam possam olhar mais de perto tão pequenino osso mas a tão grande presença intercessora do Santo junto de Deus.

Extiste ainda mais um Relicário com um pedaço de osso do santo. Este é mais simples, em forma de Cruz com três bolotas em cada ponta, ´Cruz que faz parte do Brazão da Casa dos pais do Santo. Este Relicário não está habitualmente exposto à veneração dos fiéis mas guardado em local próprio do Templo juntamente com várias outras Relíquias de Santos sobretudo Franciscanos.

 

Todos estes Relicários têm inscrito dentro "Ex ossibus Sanctus Antonius..." (retirado dos ossos de S. António). Na parte de trás todos estão lacrados de acordo com as normas canónicas e com o Brazão de quem autentica a veracidade da Relíquia.

Aos poucos queremos dar a conhecer a história da vinda de tais bens preciosos para a nossa Igreja.